Como-Harmonizar-Vinho com Comida

Como harmonizar vinho com comida?

Os vinhos estão cada vez mais fazendo parte da mesa do brasileiro, por isso surgem muitas dúvidas na hora de harmonizar vinho com comida.

Como-Harmonizar-Vinho com Comida

Hoje em dia é possível tomar um bom vinho sem gastar uma fortuna.

Muito se tem falado dos benefícios do vinho para saúde do corpo e da mente.

Nada como chegar em casa cansado do trabalho e desfrutar durante o jantar de uma boa taça de vinho.

Há séculos o vinho faz parte da mesa das famílias como        acompanhamento de boas refeições.

Antigamente na Europa era muito comum as famílias produzirem artesanalmente seus próprios vinhos para consumo.

O vinho era visto como alimento e fazia parte de todas as refeições.

O vinho também é uma ótima bebida para reunir amigos num happy hour ou num jantar.

Vamos então ao assunto e falar um pouco sobre sobre a enogastronomia.

Mas o que é isso?

Enogastronomia:

A palavra enogastronomia está cada vez mais fazendo parte do nosso vocabulário, principalmente no mundo do turismo, onde as empresas oferecem passeios enogastronômicos à vinícolas com almoço ou jantar harmonizado.

Enogastronomia nada mais é do que a arte de combinar vinhos e comidas.

Como-Harmonizar-Vinho com Comida

Iremos neste artigo falar de como harmonizar vinho com comida, de uma forma bem simples e prática, é sempre bom saber o básico para que você não corra o risco de fazer combinações desastrosas.

Existem muitos tipos de vinhos de diversos Países e existem sugestões de harmonizações para cada um deles.

Como seria impossível tratar de tantas diversidades e possibilidades, falaremos de um modo geral.

Entradas:

Iniciaremos pelas entradas que geralmente incluem queijos diversos, patês, frutas secas, castanhas e assim por diante.

Neste caso com tantas diversidades em comidas devemos usar vinhos “coringas” que vão bem com todos esses sabores como os espumantes de preferência os Brut (seco) ou Demi-Sec (meio-seco), Proseccos ou ainda podemos servir um vinho branco da uva Sauvignon Blanc.

Esse é o básico para que você possa fazer a sua entrada com variedades sem correr o risco de errar.

Dicas para acompanhar o prato principal e a sobremesa:

  • Vinhos Brancos ou Rosés: indicado para prato à base de peixes, frutos do mar, massas de molho branco.
  • Vinhos Tintos: indicado para prato à base de molhos vermelhos, carnes vermelhas, queijos fortes como granapadano, parmesão, pecorino, etc.
  • Vinhos de Sobremesa: opte por vinhos doces como os feitos a partir de uvas tardias conhecidos como “Late Harvest”, vinhos fortificados como os do Porto, Moscatel de Setúbal, etc.

Essas orientações são básicas, porém existe uma série de fatores a serem levados em conta.

Os temperos utilizados nos pratos, os cortes das carnes, entre outros.

Cada pessoa percebe diferentes gostos e aromas, por isso teste diferentes combinações e mergulhe num mundo de aromas e sabores.

 

Escrito por: Claudete Aparecida F. G. Contessoto
Diretora Administrativa e Enófila
Formação: ABS (Associação Brasileira de Sommeliers)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *